Tudo fortaleze

Tudo fortaleze
Nascem coisas de onde menos imaginamos.

quinta-feira, janeiro 31, 2013

Noite de luar.


Lanternas que iluminam a noite,
Um barco no lago,
Noite estrelada,
A lua brilha no seus olhos,
Instante mágico.
A luz das estrelas,
Luar entre as ondas.
A constelação que dança.

Blue Sky Blue


TOMORROW OF SKY BLUE 
I WILL BE DANCING IN THE COULDS.
OPEN YOUR EYES,
THE BIRDS CAN GAIN FREEDOM.
THE BODY CAN DANCE IN SALTY WATERS.
SLIDE THE WAVES.
THE FEELING OPEN DOORS.
ONLY,OPEN YOU EYES!
THE ARE FUZZY.
NOW, LET'S GET OUT OF THIS UNJUST WORLD.
MAYBE, THE WORLD IS TO RISE AND FALL?

quarta-feira, janeiro 30, 2013

Bebida

Engasgada com palavras.
Doces,
Ásperas.
Por vezes sem sentido,
Outras vezes o coração.

Engasgo com palavras,
Nem gole de álcool passa,
Nem a água desce.
Copo em nuvens,

Goles de dúvidas,
Um trago de neblina.
Cachada de emoção.
Necessito de um cálice de confiança.

Traga uma taça amor champanhe.
Um conhaque na embriaguez bandida de um olhar.
Um vinho perdido na adega de suas mãos.
Engasga, engasga ...

Destrava a fala,
Enrosca na minha língua.
Beba meus segredos,
E engasgue de amor!




domingo, janeiro 27, 2013

Fogo Cruzado

Carvão como fogo,
Correnteza forte.
Colina de penhasco nebuloso.
Perigo nas rochas,
Travessia sem proteção.
Evasão,
Erosão,
Devastação.
Horizonte sem pôr-do-sul.
A chama da vela queima no mato seco.
Nuvens cor de rosa.
Fumaça na floresta.
Relva em explosão.

Simplicidade do Ser

Verdes são os campos
No contraste de seus olhos.
Sua pele não é alva mais reluz como diamante.
A brisa lhe refresca.
Ternura que sai dos seus lábios
Palpita o meu ser.

sábado, janeiro 26, 2013

Pseudo

Passos curtos,
Respiração ofegante,
Olhos marejados,
Céu pesado,
Dia cinzento,
Os raios de sol não penetram as nuvens.


Metal contra as nuvens.

Os olhos ardentes.
Duros como giz.
A tela se forma.
Pinceladas firmes,
Cores fortes,
Pigmento escuro.


Gotas furam as nuvens.

Chuva que cai ao chão.
Para cada gota um lamento,
Uma fraqueza,
A dor da separação,
A falta fragmentada em lágrimas.
Se misturam as pinceladas.


Pinceladas jorradas de emoção.

Que colorem o coração.
Permanece rígido,
Imóvel,
Distante, 
Ríspido e louco.


Mas não no meu coração.


sexta-feira, janeiro 25, 2013

Crer e Acreditar!

Como acreditar?
Como crer?
Há duvida nos pensamentos.
Uma incerteza no olhar.
As palavras foram somente palavras?
Ou ditas para amenizar o pesar.
Talvez retirar o peso dos seus ombros.
O coração acredita em afeto, afeição ou piedade.
O abraço era tão verdadeiro.
As letras não entraram apenas pelos ouvidos,
Eram sentidas pelo coração.
A mesma sonoridade de voz expulsou as lembranças de afagados.
Como acreditar?
Como crer no dia seguinte?
Como manter a calma?
Tudo era tão real!
Notícias não chegam.
Inconstante é a palavra!
Abraço forte e concreto.
Expressão de carinho.
Oração em ternura.
E a verbalização será cumprida?
Ou foi alegoria para a emoção?


quinta-feira, janeiro 24, 2013

Mentira.


Não quero mentiras.
Beijos e carícias.
Entre abraços e algumas mordidas.
Gemidos misturados,
Corpos suados,
Faces coladas.
Cheiro de prazer.
Ânsia o orgasmo.

Não posso omitir que não te amo.

Mais nunca deitei ao seu lado.
Pensamento suplicam por seus afagos.
A imaginação
Insinua a carne.

Desviar pensamentos,
Tentar enganar o coração.
Porém, o corpo e olhos se contradizem.
O desejo desmente o que a boca fala.


Desfalecer.
Acabar exausta.
Exalando o feromônio da paixão.
Me transportar para seus lábios necessito.

Vejo seu sorriso.
Penetro em seus olhos.
Coração que jorra sentimentalismo.
Olhos que refletem desejo.
Então acordo do sonho.
Oh, doce foi a ilusão!



quarta-feira, janeiro 23, 2013

Amnésia.

Quero possuir o dom do esquecimento nesse instante.
Amnésia temporária.
Abrir concorrência para a felicidade
Descansar sob sol
Achar o tesouro.
Uma salada para emoção.
Navegar sem medo,
Sem direção.

Amnésia temporária.
Desfazer a sofreguidão.
Enquadrar a paixão.
Demônios exorcizados.
Traumas equilibrados.
Devassidão na infelicidade. 
Dos males engarrafados em oceano profundo.

Fim de amnésia.
Desabrocha,
Surgi,
Nasce um novo corpo.
Emergi a alegria!
Juntam-se os destinos.
Permanente serão as memórias.

Em frente a porta!

A raiva invade olhos,
O corpo esta pesado.
Pés calejados.
Suor escorre pelo rosto.

Entrada de sentimentos inoportunos.
Exatidão sem persuasão.
Grades magoam um coração.
Enxotam,
Magoam e  
Entristecem [...]

Porta corrida,
Sentimento unilateral.
Via única;
Explodida por aversão.
Expulsão direta por palavras sem sentido. 

Pânico.

Emoção adormecida,
Ressurgi na estação.
Um trem descarrilhado,
Vagão em pânico.


Visão que apaga,
Embaralha e
Desfalece.
Retina amedrontada!

Sensação conhecida.
Transpiram as mãos,
Os pés que tropeçam,
O rosto mortifica.

Sem ar,
Sem força,
Ofegante é a respiração.
O sangue borbulha.


Coração acelerado,
O corpo inteiro treme.
Tudo gira em câmera lenta.
Nos Farrapos de Estação!



segunda-feira, janeiro 21, 2013

AMO VOCÊ!!



VOU IR EMBORA COM MEUS SENTIMENTO, 
POR DENTRO DE UM CAMINHÃO.
SEU SORRISO É CONTAGIANTE.
TE AMO !
QUERIA CORRER AGORA E DIZER-TE ISSO,
MAIS É DIFÍCIL.
ISSO É UM CRIME, CONTRA MEU PRÓPRIO SER.
MAS, SEI QUE É MELHOR ASSIM.
EU QUERIA AO MENOS PODER ESTAR LÁ COM VOCÊ;
MAS NÃO POSSO
FICA ESCURO, COMO SE NÃO TIVESSE PARAÍSO OU CHANCE.
SOMOS FORTES JUNTOS! 
SEPARADOS INÚTEIS!
NEM NA SUA PORTA NÃO CONSIGO BATER.
TENHO QUE LIMPAR,
NÃO SEI COMO.
SÓ SEI,  QUE ESTOU ASSUSTADA.
SÓ SEI QUE DESCOBRI QUE AMO VOCÊ!

A Espera

Inquieta e ansiosa assim sou.
Tenho saudades de um beijos que ainda não tive
Meu corpo clama sua falta.

Senti falta da sua pele.

Não quero apenas imaginar.
Quero sua boca a me incendiar.
Suas mãos a me tocar.

Seu rosto em meus cabelos.
Seu prazer me alucinando.

Necessito de você.

Necessito de seus beijos,
De suas mãos,
De seus abraços,
Necessito de você por inteiro, por completo.
Necessito-te!


Fico à sua Espera,
Espero cada segundo,
Contendo o meus desejos,
O meu prazer é cada vez mais oculto.

O meu corpo se consume cada vez mais.
O amor é ardente.

Ele brilha como diamante.

Forte e intenso.
Pulsa o carmim,
Forte e voraz.


Venha depressa, venha logo!
Ouça minha voz a te chamar.

Veja meus lábios inflam pelos seus.
Ouve o meu chamado,

Sinta meu sussurro,
Sinta as palpitação de meu coração que gritam 
Ao te chamar.
Pois não sei quanto tempo posso aguentar.

Kiss

Doçura,
Quente,
Com malícia,
Manhoso,
Viciante,
Faminto,
Impaciente.
Beijo que:
Apaixona a alma,
Que tira o fôlego,
De olhos embriagados,
De sonhos coloridos,
De vidros embaçados.






sexta-feira, janeiro 18, 2013

Pedido


Quero me aquecer mo calor do seu corpo;
Dormir envolta de seus braços,
Sentir o seu corpo enlaçado.
Acordar em seu peito.

Ao amanhecer quero:
Um abraço.
Sua boca dizendo que ama.
Passar a mão em seus cabelos bagunçados.

Acende em mim a chamas a me contemplar.
Embevecida pelas palavras balbuciadas.
Quero te olhar sempre.
Te olhar adormecido.

Quero ver o que tem por dentro.
As suas alegrias e os seus dramas.
Quero aprender contigo.
 Dar-te tudo o que reclamas.

Entrega-me o seu riso me enterneça,
Perceberes quanto preciso você.
Permita que o destino, te mereça.

Permita que com loucura eu te socorra,

Te faça planar,
Te entrar em mundo real de sonhos.
Permita que eu te pertença até que eu perca a consciência.

Maresia



Adrenalina corre pelo corpo.
Quebra mar.
Um lugar mítico,
Um prazer entre as águas,
Linhas apimentadas,
Consistente e adocicadas.
Um cardápio variado.
De explosão de sabores.
Paredes sólidas e cristalinas.
Perdendo-se no tempo e saboreando o momento.
Mágico é prazer!
Mãos que deslizam formas,
Irradiam alegria.
Lugar perdido,
lugar encontrado,
E pronto para saborear.

Sinta



Quero que,
Sonho com que,
Vejo o dia em que,
Arrepia-me a alma com palavras obscenas.
Inunda o  corpo com seus beijos molhados.
Deixa sentir sua pele arrepia.
O rosto suado sobre seu.
Seus lábios trêmulos,
Toques suaves e ingênuos
Deixe-me sussurrar baixinho em seu ouvido seu nome.
Sussurrar entre línguas o quanto te quero.
Enlaçar em seus desejos,
Enquanto aproveito-me de seus beijos.
Me deixe ser sua hoje e sempre.
Hoje, amanhã, depois de amanhã (...)
Trazer a lua que brilhará somente para nós.
Trazer o mar que para nossos dias.
Deixe-me que seja a única.
Ser sua!
Ser o seu prazer,
Sua loucura,
Seu remédio,
Seu amanhecer,
Sua maré,
Sem que a mim nada precise prometer.

Sentido.

Estar por perto.
Expressar os sentimentos.
Emoção de amar.
Sentimento de acarinhar.


Rótulos são somente rótulos.
Plenitude no amor,

Esperança diante da porta não aberta que diz: solidão.
Espinhos vão estar sempre nas rosas.
Sonho acordado,
Sinto por não por não fazer sentido estar ao lado.
Sonhadora com  uma dose de romance e pitadas de realidade.
Há força nas lágrimas,
Já que coração não guarda mágoas.


Essência incondicional.
Água em um deserto de sal.
Porém, embelezam o jardim.
Os versos pendem sentimento,
Querem unir corações.
Felicidade de amar.
Tendo ao lado o céu estralado.


terça-feira, janeiro 15, 2013

Antes


Tenho a mente inquieta.
Uma sede por sua saliva.
Uma simpatia por anti-heróis.

Brincar de liquidificador
No invisível,
Na penumbra de seu quarto.
Uma inesquesível sedução.

Real


Vontade de te ver os detalhes de teu rosto,
De talvez um beijo-lhe dar,
Conhecer o gosto de tua boca.
Tuas mãos de leve tocar.
Teu corpo arrepiar.
Fazer-te conhecer meu carinho.
E talvez preencher teu vazio.
Com naturalidade deixar teu corpo me tocar.
Trocar contigo energia,
Descobrir novo modo de amar.



Poção mágica


Poção mágica.
Poção para te atrair.
Desejo secreto,
Olhos flamejantes.

Poção para abrir seus olhos,
Para abrir seu coração,
Navegar com suas mãos,
Poção mágica para nosso banho interminável!

Poção amor solúvel,
De mãos quentes,
Poção de nosso perfume,
Cheiro que permace!

Segundo Eterno.







Uma imagem clara na mente
Um sensação que poderia ser eternizada.
Um momento terno e eterno.
Ficar eternamente no abraço da soleira de sua porta.

sábado, janeiro 12, 2013

Preciso lhe dizer algo.
É surreal
Momentos de otimismo.
Muitos vocabulários,
Muitas questões a ser debatidas.
Uma insegurança.
Quero apenas estar onde estas.
Recompensas superficiais.
Satisfazer o desejo.
Desejos renovados.
Ficar receptivo.
Rir facilmente.
Conhecer a pessoa ao lado.
Admirar a simplicidade.








sexta-feira, janeiro 11, 2013

Hoje

Razões para crer.
Um novo início.
Futuro incerto.
Recomeçar!

Um sorriso toca alma.
O coração pesa.
Parte da história.
Amor em solidão.

In memory

Neurótico, porém verdadeiro.
Uma idealização.
Incomodar-se com o como;
Resposta sendo aguardada.

Parte das lembranças de alguém.
Um oceano distante se aproxima.
Olhar através do tempo.
Fragmentos de um  livro sendo escrito na memória.

quinta-feira, janeiro 10, 2013

Se fosse nosso último dia, de que falaríamos?






Passear em um jardim,
Em um parque,
Caminhar na praia.
Pegar um barco.
Lembranças particulares e
O calor gerado pelo abraço.



Cedente.



Inquieto o sangue borbulha.
Transcrição enviada ao corpo.
Agitadas estam as moléculas.
Alarmado está o pensamento.
Alvoroço  que se irradia pelo corpo.
Ansiosos são os lábios.
Aterrado em seu coração o desejo permanecer.
Buliçosas serão as noites.
Desassossegado e apaixonado aprendizado,
Serás frenético, poético e magnético.
Sendo a genética o remédio.         
Impaciente e cadente suas mãos encontram as minhas.
Ambiente de aritmética fluente.
Frequentemente fragmentada pelas evidências.
Eletricamente atraídos.
Insofrido sentimento que desabrocha.
Decaído foram os sentidos,
Extraindo em emoções.

Pourquoi aimez- vous? ( Em Português)

Quero a união perfeita.
Enroscar em seu corpo para dormir.
Não somos uma variável.
Somos a equação perfeita.

Roubastes meus pensamentos,
Coração,
Emoção,
Então sequestre meu corpo.

Me algeme,
Me roube para ti,
Cative a união.
Entorpeça os cinco sentidos.

quarta-feira, janeiro 09, 2013

Já Não

Hoje a noite não tem luar,
As estrelas se apagaram,
O céu perdeu a cor.
As ruas já não silenciosas,
A praça que dispersa.
A brisa já não refresca.
O concreto virou pó.

Doses

Quais são os seus problemas?
Tomar um " le pure cafe"
Que tal dose tequila?
Uma garrafa de cerveja.

Uma cafeteria em estilo francês.
Um pub londrino,
Um bar irlandês.
Fusão de nossas doses.

E cruzarmos a ponte.

Imaginário


Nem em sonhos,
Nem no imaginário,
O futuro está em suas mãos.
Tudo deve acontecer.
Esse é o momento.
Esse é o renascer.
Ritmo que apaixona!
Que mata, incendeia (...)
Hipnotiza!
Nossa realidade é somada.
      E tudo vai acontecer!


Uma breve passagem.


O sonho mais bonito e olhar encantador.
De mim mesma roubei
As razões do coração;
Faz parte de mim,
Da minha  história,

Contada em versos,
Resumida em palavras.
O que os olhos não veem 
Quero pintar,
Colorir a vida.
É fatal,
Uma chama queima!
O destino perdeu a suavidade.
Mostrou seu lado fatal,
Seu poder sobre o tempo.
Queima a alma sentir...
 Ficou mais de  um ser,
nas cinza em que ardi.

terça-feira, janeiro 08, 2013

O que atrai?
O clama?
O que chama?
Incêndios,
Arrepios,
Insegurança.

Resposta,
Perguntas,
Enigmas, 
Dúvidas
Estam no ar.


O calor,
O pulsar,
Voo imaginário,
Rumo incerto.
Sem destino algum.

Viajar,
Encontrar a força.
Ter liberdade para voar.
Sem medo de cair.
Penso e enlouqueço!



Intímo


Não quero atalhos,
Quero passos certo e seguro.
Um novo caminho, pode haver labirintos.
Quero um recanto de um sorriso.

Desejo um abraço apertado,
Uma afago na alma,
Lábios com sorriso.
Felicidade enebriante.

Chega de mistério.
Quero fartar-me de carinho e ternura.
Amar.
Sim, ou meio menina e meio mulher.

Quando a noite chegar de mansinho
Adormecer em seus braços.
Sem ter pressa de ver o dia raiar.
Esquecer as dores do mundo.

Desejo seu olhar no meu
Beijo com beijo,
Um encontro de águas
de mãos dadas com mundo.

Nossa intimidade pode ser mais aguçada.
Romper as barreiras,
Espichar a lua em nossa janela.E o brilho fortalecendo o nosso laço.



segunda-feira, janeiro 07, 2013

Doce

O que fazes doce amor meu?
Por que não estas aqui.
Por que te encontra em dúvida e calado ?
Sei que seu estado não é a alegria!
Não sei por que não habla,
Os por quês que perturbam sua mente
Me tens!
Falte-te o que ?
Coragem, certeza ...
Certeza te dou sou e eternamente sua
Em corpo e alma presente se encontra!
Amo te não mais que a mim  e não mais que ti.
Simples te amo no meu aqui e no meu agora!




Atrair




Olhar malicioso.
O duplo sentido das palavras.
O mover do corpo.
Explicito os olhos se tornam.
Intenso fica o desejo.

Olhar de cobiça,
Olhar intenso,
Boca que procura seu beijo.
Lábio inferior contornado pelo polegar
Permita o prazer.


Um sorriso que provoca
Despido pelos olhos.
Seduzindo extintos,
Aguçando a volúpia
Perder o fôlego na luxúria.


Vontade sedenta,
Latente,
Volátil,
Marcante.

Ver insinuações,
Deliciosas provocações,
Sentir a ebulição,
Arrebentar-se na loucura
Cair em sedução e logo lhe beijar.







domingo, janeiro 06, 2013

Noite sem Luar.

Meus versos já não se encaixam.
A poesia já não rima.
Fita de desencontro.
A chuva se completa.
Misturam-se nas lágrimas.
Você se evapora.
Escorrendo por entre os dedos.
Nublado e terrosos serão os dias.
Coração em melodia triste,
Lento está pulso.
Versos,
Linhas,
Frases para esquecer.
Fotografias no peito.
Marcas feito tatuagem.
O dia e noite em silêncio.
Estrela solitária na noite escura,
que se apaga ao amanhecer.

sábado, janeiro 05, 2013

Doce Mar.


Contemplar as estrelas.
Tapete de areia.
Música ondulada.
Teto estrelar.
Preto a cintilar.
Vento fresco, atmosfera envolvente.
Noite como bailarina.
A lua sorri.
Pele crua.
Rosto nu.
Um reino mágico.
O vai e vai.
O quebra mar.
Palavras quebram o silêncio.
O mar responde em poesia.

Dança

Dançar na chuva,
Acalmar a alma.
Acariciar seus cabelos.
Me encontrar dentro dos pensamentos.
Nadando em sua linhas de imaginação.
Criando uma verdade ilusória para amenizar
A felicidade na jornada.
No que compartilharmos no caminho
E no cair em em cima de seu corpo.