Tudo fortaleze

Tudo fortaleze
Nascem coisas de onde menos imaginamos.

terça-feira, março 29, 2011

O que ? (II)

Tenho receio de olhar,
Falar talvez,
Experimento as mais variadas sensações.


Expressar emoções, sentimentos
Complicado é  por meio a rejeição, pré-conceitos.
Penso logo desisto !


Fragilidade, insegurança ?
Inibição ? Quem sabe !
Pontos de interrogação.


Como superar algo não sabido ?
Descobri o que nem sei.
Talvez aflição, perfeição do imperfeito.
Como libertar o coração ?

Misterioso é seu jeito.
Penetrante é sua fala.
Seu jeito me cativa.
Me derramo em seu olhar.

Fugaz

Seu olhar mais fugaz.
Facilmente me revela.
Embora eu já tenha,
Me fechado como dedos !

Você sempre me abre.
Tocando habilmente,
Misteriosamente meus sentidos.
Sua primeira rosa, sua primeira flor de outono.

Não sei o que você tem, me cativa a cada novo dia.
Me abre e me fecha.
Somente algo em mim entende (...)

Que a voz de seus olhos
É mais profunda do que  todas as rosas
Ninguém; nem mesmo a chuva, nem o mar tem a essa suave de estar